Médicos descartam cirurgia emergencial em Bolsonaro: “Seguirá em tratamento clínico”

A equipe médica que atende o presidente Jair Bolsonaro, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, rejeitou a necessidade de uma cirurgia emergencial.

A direção médica da unidade de saúde disse que o presidente passou por “avaliações clínica, laboratoriais e de imagem” e que ele seguirá internado em “tratamento clínico conservador”.

Bolsonaro foi diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal em virtude de consequências da facada que ele levou, em 2018, de Adélio Bispo, que era integrante do PSOL.

O filho de Jair Bolsonaro e também senador, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), falou sobre o quadro médico do pai, nesta quarta-feira (14), em entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is”, da Jovem Pan. O

- Está precisando dar uma respirada, uma descansada - alertou, referindo-se ao ritmo de trabalho intenso do presidente.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários