Projeto tenta diminuir poderes de Lira e prevê que deputados iniciem processo de impeachment contra presidente

O partido Novo apresentou proposta na Câmara dos Deputados que altera a abertura de processos de impeachment contra presidentes do Brasil. A ideia é retirar esse poder de Arthur Lira (PP-AL), que comanda a Casa e levar a decisão para o voto dos parlamentares.

O projeto oferecido pela cúpula do Novo estabelece um prazo de 60 dias para o presidente da Câmara dar resposta aos pedidos de impeachment. Caso o retorno do chefe da Casa seja contrário à abertura do afastamento, o partido poderia fazer tramitar o processo à revelia de Lira, caso recebesse a maioria absoluta dos votos dos deputados. Ou seja: de 257 dos 513 parlamentares.

O projeto deverá ir em debate na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), chefiada por Bia Kicis (PSL-DF) e, se aprovado, segue para análise de uma Comissão Especial. Só depois de aprovado é que Arthur Lira decidirá se pauta ou não a discussão em plenário.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários