Valor das exportações do agro dispara no mercado internacional e cresce 25% em junho

Somente em junho de 2021, o agronegócio brasileiro movimentou US$ 12,1 bilhões em exportações. Esse valor é 25% maior que o mesmo mês de 2020.

A cadeia da soja, que é o grão bruto somado ao farelo e ao óleo, puxou essa alta e foi responsável por US$ 6,2 bilhões, quantia equivalente a 51% do total. Essas demonstrações aparecem no levantamento divulgado, nesta segunda-feira (19), da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil baseado nos dados do Ministério da Economia.

A melhora dos preços internacionais nos produtos da agropecuária brasileira é o que motivou o crescimento; uma vez que o volume exportado no período caiu de 22 milhões de toneladas para 20,3 milhões de toneladas.

As vendas de carne in natura ao exterior atingiram US$ 1,6 bilhão, lideradas pela proteína de origem bovina (US$ 727 milhões), frango (US$ 615 milhões) e pela de suína (US$ 255 milhões). Os envios de açúcar de cana e álcool etílico chegaram a US$ 984 bilhões. Os demais itens somaram 28% do total (US$ 3,3 bilhões).

Os países que mais consumiram os produtos do Brasil foram: China (38,7%), União Europeia (15,7%), Estados Unidos (6,1%), Tailândia (2,7%), Turquia (2,3%), Coreia do Sul (2,1%), México (1,9%), Taiwan (1,7%), Irã (1,6%) e Bangladesh (1,5%).

Somando as dez nações, eles são responsáveis por absorver 74,3% da demanda.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários