VÍDEO: A importuna história do Método Pilates

O método de condicionamento físico, Pilates, foi criado pelo alemão Joseph Humberto Pilates, em meados da Primeira Guerra mundial. Ele era filho de um ginasta grego com uma naturopata que acreditava na autocura.

Infelizmente o meio familiar não foi o suficiente para que ele estivesse totalmente imunizado de doenças. Ele passou a maior parte da infância doente. Pelo fato de ter sido uma criança frágil, asmática, raquítica e com febre reumática, decidiu devotar sua vida aos estudos e práticas sobre um corpo mais forte e sadio. Determinado a melhorar sua condição física, Pilates estudou e praticou diversos esportes se tornando um perito em ginástica, esqui, boxe e mergulho. Sempre tentando encontrar o perfeito equilíbrio entre corpo e mente.

Joseph começou a aprofundar seus estudos na anatomia física, filosofias e medicinas ocidental e chinesa; já que ele também possuía conhecimento sobre yoga, musculação e artes marciais. Conhecidos afirmam que sempre o viam praticando alguma das técnicas, vestindo apenas um short branco. O estilo, por sinal, o deixou conhecido e eternizado na mente das pessoas. Contudo, o real motivo de vestir apenas uma única peça de roupa era por conta de sofrer de raquitismo que, por consequência, fazia com que tivesse pouca vitamina D.

Sendo assim, em 1912, ele se mudou para a Inglaterra onde foi lutador profissional de boxe e ensinou defesa pessoal para a polícia Metropolitana de Londres. Foi lá que, em 1914, confinado pelas autoridades britânicas por ser alemão, aproveitou-se do lazer forçado para desenvolver ainda mais suas ideias sobre saúde e aptidão física. Ensinou as técnicas aos seus colegas de confinamento e creditou à atividade física a razão pela qual nenhum deles morreu de influenza durante a epidemia de 1918.

Foi transferido para outro campo de concentração, onde exerceu o cargo de enfermeiro e vigia. No campo de Lancaster, ele usou as molas das camas como equipamentos para reabilitar seus pacientes, aproveitando a resistência das mesmas de modo que os músculos de seus pacientes eram tonificados antes mesmos deles poderem se levantar.

Após a guerra, voltou à Alemanha trabalhando como treinador da força policial de Hamburgo. Depois, voltou para New York, para formar seu primeiro estúdio com sua esposa, Clara. O método de Pilates, rapidamente, se fez um sucesso em todo, os Estados Unidos, em específico, no meio artístico de ballet. Pois, para os bailarinos, o pilates proporcionava uma rápida recuperação dos machucados causados nos pés.

- Hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, senão por todas elas - ensinava Pilates.

Por fim, em 1967, faleceu Joseph Pilates, deixando o seu legado nas mãos de fiéis discípulos, que ajudaram a tornar o método do professor ainda mais conhecido.

Atualmente, a técnica é conhecida e praticada no mundo inteiro, melhorando, como o mestre dizia, postura, condicionamento físico, circulação e a saúde física.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários