“Chorei, mas tive que levantar”, relata enfermeira que atendeu idoso que morreu no chão de Hospital

Na última semana, a técnica de enfermagem Polyena Silveira esteve entre os assuntos mais comentados das redes sociais.

Infelizmente, o fato em que a enfermeira teve destaque não foi positivo.

Uma foto dela ao lado de um paciente morto no chão de uma unidade de pronto atendimento (UPA) de Teresina (PI) viralizou rapidamente.

- Fiquei sentada ali uns cinco minutos. Chorei, mas tive que levantar, lavar o rosto e continuar o atendimento, porque lá ainda estavam os outros 10 pacientes que precisavam da gente - afirmou Polyena, em entrevista ao portal UOL Notícias.

A enfermeira ainda relatou que o paciente foi atendido no chão, pois todos os leitos e as macas da unidade de saúde estavam ocupados, devido ao agravamento da pandemia da Covid-19.

- O paciente entrou na sala carregado nos braços de um terceiro, que a gente não sabe se era um familiar ou um vizinho, porque deixou o homem lá e saiu. Ele estava em parada respiratória. Neste momento, toda a equipe foi ao chão para tentar reanimá-lo - relatou.
- Era muita decepção, mas a gente fez o que podia - lamentou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários