Bolsonaro cogita voltar ao PP para disputar reeleição: “possibilidade”

Pensando nas eleições de 2022, o presidente da República, Jair Bolsonaro, segue em busca de um partido que seja adequado para entrar na disputa. Sendo assim, ele tem conversado com várias legendas, entre elas, a do seu novo Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, o Progressistas.

O chefe do Executivo, no entanto, está relutando em escolher um partido para filiar-se. Ele queria mesmo era concorrer no pleito do ano que vem sem estar ligado a nenhuma legenda. Em 2018, vários candidatos e partidos que “surfaram na onda Bolsonaro”, após se elegerem, deram as costas pro presidente e se tornaram oposição ao Governo Federal, como é o caso de Joice Hasselmann (PSL), Alexandre Frota (PSDB) e João Doria (PSDB).

- Eu não tenho partido politico ainda. Tentei. Estou tentando um que possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. O PP passa a ser uma possiblidade de filiação nossa - explica.

Com relação à medida provisória que promoverá a reforma ministerial, o presidente disse que ela já está pronta. O texto só será publicado na segunda-feira (26), após conversa com Ciro Nogueira.

- A palavra ‘centrão’ é pejorativa. Eu fui do PP por, aproximadamente, 20 anos. Então, a minha aproximação dos partidos de centro é pela governabilidade. Sou obrigado a fazer isso aí. Se alguém tem alguma bronca contra qualquer parlamentar, não se esqueçam que foi vocês que colocaram ele aí dentro - avisou aos eleitores.

Sobre a indicação do pastor e Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, ao Supremo Tribunal Federal (STF), ele acredita que o nome dele será aprovado na sabatina do Senado sem dificuldade.

- O André Mendonça preenche, em tudo, o tocante quanto ao conhecimento da questão jurídica no Brasil. Se você aplicar uma prova para ele agora, duvido que ele tire menos que 9,5. Queria somar a isso a questão dele ser evangélico -

Mendonça deve ser sabatinado, assim que o recesso parlamentar terminar, em agosto.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários