Político hábil, Ciro Nogueira já busca aproximação com Judiciário e aprovação de Mendonça no Supremo

Presidente nacional do Progressistas, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), assumiu o Ministério da Casa Civil do Governo Bolsonaro com uma importante missão: coordenar a ação dos ministérios e manter a articulação política. Além disso, o congressista será o responsável por tentar melhorar a relação do Planalto com o Judiciário e garantir a aprovação do nome do ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, à vaga do ministro Marco Aurélio Mello, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Mendonça será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, em agosto, e precisará da aprovação da maioria dos parlamentares no plenário da Casa.

Ciro Nogueira faz uma boa casadinha com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, que também é do PP. Tido com um político hábil entre os seus pares, o senador tentará fazer as pazes entre a Suprema Corte e o presidente Jair Bolsonaro. Afinal, o chefe do Executivo não esconde de ninguém a frustração que está sentindo por saber que os ministros do STF, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, têm interferido em outros poderes; realizando reuniões com parlamentares a fim de não aprovar a PEC para a impressão do voto eletrônico.

Em meio a essa batalha de opinião, Nogueira terá que trabalhar também pela aprovação de Mendonça ao STF; visto que o AGU enfrenta resistência de alguns senadores, que preferiam o Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras.

Agora é esperar para ver se a troca na Casa Civil, realmente, terá êxito.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários