Lira diz acreditar na Justiça Eleitoral, mas “não vê problema em aumentar auditagem nas urnas”

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou, nesta quarta-feira (28), que confia na Justiça Eleitoral e nas urnas eletrônicas utilizadas pelo Brasil. Mas, afirmou que não vê problema em aumentar regras de auditagem.

- Eu confio na Justiça Eleitoral e no sistema de urna eletrônica que fui eleito oito vezes. Mas, não vejo problema de aumentar a auditagem nas urnas - finalizou.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19 prevê a impressão obrigatória do voto eletrônico para posterior auditagem, caso seja necessária. O projeto tem encontrado resistência nos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e no presidente do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, que tem feito, inclusive, diversas reuniões com juristas e no Congresso Nacional tentando impedir que a proposta seja aprovada.

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro não vê com bons olhos o fato da Suprema Corte ter tornado elegível Lula para as próximas eleições e, agora, torcer para que a impressão do voto não consiga aprovação no Parlamento.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários