Homem cava poço e encontra rocha avaliada em R$ 515 milhões no quintal de casa

Um homem do Sri Lanka encontrou, por acaso, no quintal de casa uma grande rocha coberta de safiras. Identificado apenas como sr. Gamage, o nome completo e o endereço do sortudo foram omitidos à imprensa por questões de segurança.

– É um espécime especial de safira estrela. Provavelmente, (é) a maior (pedra) do mundo. Dado o tamanho e o seu valor, acreditamos que interessará a colecionadores privados ou museus – contou Thilak Weerasinghe, presidente da Autoridade Nacional de Joias e Gemas do Sri Lanka.

Gamage, que também é comerciante de pedras preciosas, relatou às autoridades que foram os trabalhadores que, ao cavar um poço em sua casa, na área de Ratnapura, conhecida como a “cidade das joias”, encontraram a rocha preciosa.

– A pessoa que estava cavando o poço nos alertou sobre algumas pedras raras. Mais tarde, encontramos esse enorme espécime – comemorou.

A rocha pesa 510 quilos. Está avaliada em 2,5 milhões de quilates e valor estimado em 72 milhões de libras (R$ 515 milhões). A imprensa do país a apelidou de “Safira da Serendipidade”.

A preciosidade foi encontrada há um ano. Mas, só agora é de conhecimento público; uma vez que todo o processo burocrático do governo local, finalmente, terminou. Além disso, o proprietário da residência esperava a pandemia da Covid-19 amenizar no mundo para poder vender o achado por US$ 1 bilhão, devido à raridade da pedra.

Gamage disse que a rocha demorou quase um ano para ser limpa e retirar toda a lama e outras impurezas que se concentravam na pedra. Durante a higienização, algumas pedras caíram do aglomerado. As safiras encontradas nela são consideradas de alta qualidade.

– Nunca vi um espécime tão grande antes. Ele, provavelmente, foi formado há cerca de 400 milhões de anos – explicou o gemologista Gamini Zoysa.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários