A história do Tempra avaliado em R$ 2 milhões que carregou Ayrton Senna e quase virou sucata

Quem acompanha F1, ou é fã de Ayrton Senna, com certeza lembra da corrida no Autódromo de Interlagos, em março de 1993, a última vitória do piloto em um GP brasileiro.

Memorável, também, a imagem de Senna sendo carregado pela multidão que invadiu a pista após a bandeirada final, até que o piloto foi resgatado pelo "safety car" da prova, um Fiat Tempra cor de vinho.

Esse carro, que por muitos anos esteve sumido, foi encontrado e restaurado pelo empresário Ivan Gusmão, de 54 anos. Ivan procurou o carro por quatro anos, até encontrá-lo em São Roque, no interior do estado de São Paulo, no final do ano de 2017 e adquiri-lo por R$ 2,5 mil.

De lá para cá, o empresário gastou cerca de R$ 50 mil para restaurar o veículo e deixa-lo nas mesmas condições do dia do GP. Mas parece que o retorno será compensatório...

Ivan conta que está em fase final de negociação com uma casa de leilões da Inglaterra, que ofereceu R$ 2 milhões pelo carro.

Uma verdadeira história em quatro rodas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Por O Republicano
Mostrar comentários