Após apoiar Bolsonaro, Andressa Urach é desconvidada por Tatá Werneck para participar de programa

A modelo Andressa Urach, que havia sido escalada para conceder uma entrevista à humorista Tatá Werneck no programa “Lady Night”, foi, sumariamente, cortada da atração do Multishow; depois que rebateu a funkeira Anitta e defendeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, nas redes sociais.

A censura à modelo foi decidida “em consenso” por toda a equipe do programa e inteiramente apoiada por Tatá Werneck. A atração queria que ela respondessem às perguntas feitas pela produção, mas não queriam que Andressa se manifestasse sobre outras questões que não estavam no “script” elaborado pelo Multishow.

Assim, a produção do programa alegou à modelo que a gravação havia sido suspensa e, assim que houvesse uma nova data, entrariam em contato. Mas, internamente, a equipe tem ciência de que a ordem é que Andressa não participe tão cedo da atração.

O “Lady Night” é um programa de entretenimento da Rede Globo, emissora a quem o presidente sempre fez duras críticas.

Nem o Multishow nem Andressa Urach comentaram o caso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários