Talibã manda paralisar vacinação contra a Covid-19 no Afeganistão

Quem repassou a informação à imprensa foi o diretor de saúde da província de Paktia, no leste do país, Walayat Khan Ahmadzai. O Talibã fechou os postos de vacinação, proibindo que a população se vacine contra a Covid-19.

De acordo com dados do portal Our World in Data, o Afeganistão aplicou, aproximadamente, 770 mil doses da vacina contra a Covid-19; imunizando, até o momento, apenas 2% da população e apenas 0,5% da população do país completou a vacinação. A imunização corria a passos lentos no país, mas, depois que o grupo terrorista assumiu o poder, não há mais informações concretas sobre como está a campanha de vacinação por lá.

A decisão do Talibã pegou a comunidade médica e científica do Afeganistão de surpresa. Pois, no final de janeiro de 2021, os insurgentes se declaravam a favor da imunização contra o coronavírus. Zabihullah Mujahid, porta-voz do grupo extremista, chegou a conceder entrevista à agência Reuters durante a qual dizia que o grupo iria apoiar e facilitar a campanha de vacinação. Ao que tudo indica, mudaram de opinião.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários