PF cumpre mandados em 8 Estados brasileiros por desvio de verbas para o enfrentamento da pandemia

A Polícia Federal (PF) realiza, nesta quarta-feira (18), a “Operação Reditus”, que é a segunda fase da “Operação SOS”, para o combate do desvio de recursos públicos da Saúde do Pará.

A PF investiga a contratação de instituições sociais para gerir hospitais públicos estaduais. Essas entidades são acusadas de integrar organização criminosa e fazer a lavagem de dinheiro.

Aproximadamente, 400 policiais federais, servidores da Receita Federal e da Controladoria-Geral da União (CGU) estão nas ruas cumprindo 95 mandados de busca e apreensão, 54 mandados de prisão temporária e 6 de prisão preventiva, nos Estados do Pará, São Paulo, Goiás, Ceará, Amazonas, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Mato Grosso.

O valor desviado pode ultrapassar R$ 1,2 bilhão, montante que deveria ter sido utilizado no enfrentamento da pandemia da Covid-19 por governadores e prefeitos.

A Justiça já determinou que as atividades de duas empresas envolvidas com lavagem de dinheiro sejam suspensas. Os bens móveis e imóveis do principal operador financeiro do esquema, que estão avaliados em R$ 150 milhões, também foram sequestrados. Assim como, o bloqueio do total de R$ 800 milhões nas contas bancárias dos investigados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários