Após abertura de inquérito na PC, Sérgio Reis diz que não tem medo de ser preso

O cantor e ex-deputado federal Sérgio Reis está no meio de uma polêmica: ele estava convocando caminhoneiros e população civil a se manifestarem contra a postura de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os caminhoneiros prometem parar o Brasil nos três dias que antecedem o feriado de 7 de setembro em virtude das medidas recentes tomadas pela Suprema Corte. No centro dessa manifestação está Sérgio Reis, que é muito querido e influente no meio. Por conta disso, ele se tornou alvo de um inquérito da Polícia Civil e de uma representação do Ministério Público Federal (MPF).

A PC alega que Reis cometeu crime de ameaça, dano e atentado contra a segurança de meio de transporte.

Mas, em entrevista, nesta quinta-feira (19), o cantor adiantou:

- Eu não tenho medo de ser preso. Não sou frouxo - afirmou.

Ele disse que se arrepende de ter feito algumas declarações, mas destaca que é preciso se manifestar pelo Brasil.

- Eu estava conversando com um amigo. Era tudo brincadeira. Agora, se não fizer uma paralisação, não muda esse país - avisou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários