Menos de uma semana após Talibã tomar o poder no Afeganistão, terroristas procurados andam por Cabul

É o caso de um dos cofundadores do Talibã, o extremista Mullah Abdul Ghani Baradar. Ele desembarcou em Cabul, neste sábado (21), transita livremente pela capital e dará início ao processo de formação de um novo governo no Afeganistão.

Outro radical, Khalil Haqqani, um dos terroristas mais procurados pelos Estados Unidos, cuja recompensa beira os US$ 5 milhões, também foi visto passeando pela cidade que, agora, eles comandam com “braço de ferro”.

Haqqani, por sinal, parece até que fez as pazes com Gulbuddin Hekmatyar, um rival político durante a guerra civil dos anos 1990. Os dois foram vistos juntos também em Cabul.

Baradar chegou ao Afeganistão, na terça-feira (17), logo após a tomada do poder. Ele optou por morar em Kandahar, que é o berço histórico do Talibã e a segunda maior capital do país. A aparição dele em Cabul é um fato histórico, pois, desde 2001, quando Estados Unidos entraram no país, um líder extremista não era visto no local.

Foi Baradar quem participou das negociações de um acordo com os EUA, que resultou na retirada das tropas americanas do Afeganistão.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários