Conselho de pais, professores e alunos pede e escola decide apagar arte com rosto de Marielle Franco

A Escola Estadual Vitor Antônio Trindade, de Araçatuba (SP), resolveu pintar um painel em homenagem à ex-vereadora carioca Marielle Franco (PSOL-RJ) mas a arte não foi bem aceita entre a comunidade acadêmica e gerou muita polêmica nas redes sociais. Após avalanche de comentários negativos, o conselho escolar decidiu apagar a pintura na próxima terça-feira (24).

O mural foi feito em agosto e vinha com a frase: “Quiseram nos enterrar, não sabiam que éramos sementes. Marielle Presente”.

No entanto, a repercussão foi tão negativa que o conselho se reuniu novamente e em uma votação foi decidida a retirada.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Araçatuba criticou a retirada do painel.

- Nosso repúdio se faz necessário após diversos ataques vindos de grupos reacionários que insistem em atacar a imagem de Marielle e associam a homenagem há uma suposta politização da escola, defendendo inclusive a censura, através da remoção por meio de uma nova pintura no muro - argumentou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários