“Se todos quisermos, podemos fazer desse país uma grande nação.” A História de Tiradentes

O único dos envolvidos na Inconfidência Mineira a ser executado, seu nome era Joaquim José da Silva Xavier. Nasceu em 12 de setembro de 1746, na capitania de Minas Gerais. Devido à morte prematura de seus pais, teve de exercer diversos ofícios para sobreviver, entre eles o de dentista amador, o qual lhe concedeu o apelido “Tiradentes”.

Havia trabalhado também na mineração, mas alcançou estabilidade no posto de alferes nos quadros de cavalaria imperial. Era abertamente apoiador das ideias iluministas, uma das causas que influenciaram os colonos brasileiros no movimento de 1788.

Sendo guiados pela insatisfação com os altos e obrigatórios impostos estabelecidos pela Coroa Portuguesa, os inconfidentes planejavam assassinar o governador da capitania e proclamar o Republicanismo. Entre os envolvidos na conspiração, estava Tiradentes, que também havia sido muito prejudicado pelas derrama.

Contudo, a conspiração nunca chegou a acontecer, uma vez que Joaquim Silvéiro dos Reis denunciou o movimento para pagar as dívidas que devia à Coroa Portuguesa. Então, em 1789, o Visconde de Barbacena prendeu todos os integrantes da conspiração, e o processo de julgamento levou três anos. Durante esse período diversos participantes da Inconfidência afirmavam não fazerem parte do movimento ou suplicaram perdão a Coroa, com exceção de Tiradentes.

Em 1792, a sentença sai, e nove de dez que seriam enforcados, foram perdoados pela Rainha D. Maria I, apenas Joaquim seria eliminado. Por não ser de uma família de elite e afirmar durante os interrogatórios que fizera parte da conspiração, decidiram o executar. Assim, ele foi enforcado na manhã de 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro. Seu corpo depois foi esquartejado em quatro partes e sua cabeça foi exibida em uma estaca na praça central da cidade de Ouro Preto. Sua execução serviu para intimidar futuras conspirações contra a Coroa.

Após a Proclamação da República, Tiradentes assumiu imagem de herói nacional, consequentemente no dia de sua execução foi estabelecido um feriado nacional em sua homenagem.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários