Doria afasta coronel da PM de SP, após militar se manifestar em favor de ato político

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afastou, nesta segunda-feira (23), o coronel da Polícia Militar, Aleksander Lacerda, alegando indisciplina.

- Falei com o Secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Campos, e foi afastado na manhã dessa segunda-feira (23), das suas funções da Polícia Militar o coronel Alexander Lacerda, que atuava no comando de uma das unidades da polícia militar por indiciplina - justificou.
- Aqui, em São Paulo, não teremos manifestações de policiais militares na ativa de ordem política. SP tem a melhor PM do país, a mais bem treinada, a mais bem equipada, tem orgulho de seus policiais e de seus colaboradores e de seu comando, na figura do coronel Alencar. Não admitiremos nenhuma postura de indisciplina - avisou.

O motivo do afastamento, na verdade, foi um post que o coronel publicou nas redes sociais convocando a população para as manifestações do dia 7 de setembro em favor do presidente Jair Bolsonaro, impressão do voto eletrônico, entre outros temas.

- Liberdade não se ganha, se toma. Dia 7/9 eu vou - escreveu o coronel no Facebook, que não costuma esconder suas opiniões políticas.

Doria lembrou que policiais militares da ativa são proibidos pelo regulamento da corporação de realizarem manifestações políticas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários